Seguidores

domingo, 17 de julho de 2016

Exposição: Leopoldina, Princesa da Independência, das artes e das Ciências.

Homenagem contemporânea à princesa Leopoldina.
Essa semana estreou no Museu de Arte do Rio uma exposição sobre a Princesa Leopoldina da Áustria, que casou com o nosso Dom Pedro I. O sonho dela era estudar mineralogia e foi ela a responsável por nós brasileiros termos uma múmia no museu do Rio de Janeiro. Ela gostava de arqueologia, museus e ciência, por isso  apoiou um naturalista austríaco que recolheu animais, plantas, minérios e tudo o mais que pôde daqui da América do sul e levou para a Europa onde fundou um museu do Brasil.

Museu de Arte do Rio na Praça Mauá. O local da exposição.
A jovem erudita, porém sofreu um bocado com esse casamento. Segundo a historiadora Mary del Priori, ela era uma mulher acostumada a ter a própria independência, mas seu marido português pôs fim a isso controlando seu dinheiro. Dizem que a Marquesa de Santos também atormentava a pobre jovem e estava lá na hora de sua morte gargalhando. O ciúme do amante devia ser doentio para a marquesa odiar tanto a esposa do rei.

Quem é essa pessoa? 
Sobre a exposição, bem tinha muita coisa do século XIX, como a prataria da Maria I, mãe de Dom João VI, mobílias e candelabros dos monarcas assim como uma quantidade enorme de retratos, mas tinha também algumas homenagens contemporâneas à princesa, como um samba enredo antigo e os desenhos das fantasias da escola de samba que a homenageou. 

Gostaria de dizer que prestei muita atenção na exposição, mas fui com duas pessoas muito bobas que faziam graça de tudo, então não rolou muito. Porém, tirei muitas fotos e vou deixar aqui para vocês:
Achei o desenho lindo, mas o que gostei mais foi esse tinteiro de opalina.

chinelos para andar a cavalo.

bibelô fofo.




Louça e a coroa imperial.



Essa imagem se refere ao texto acima sobre casamento político.

O rei da Áustria D José

Girafinhas apaixonadas.






Praça do Comércio.


Tinta a óleo sobre metal.





Dona leopoldina e seus filhos (e a Ticiane do lado kkkk)


As fantasias da escola de samba.


É claro que essa mini exposição online está muito fajuta e por isso recomendo que vocês passem um belo final de semana neste museu para aprender as maravilhas que eles tem lá para nos ensinar. Nesse dia também vi outra exposição sobre a vida do carioca e sobre a violência contra os pobres e moradores de favela.  Recomendo muito a sua visitação, mas agora vou ficando por aqui.

Até a próxima exposição minha gente!

Beijos da Alê!

Um comentário: